Follow by Email

terça-feira, 31 de maio de 2011

QUERO FALAR DOS MEUS SENTIMENTOS

AO PERDER A TI

Ao perder a ti, tu e eu perdemos
Eu, porque tu eras o que eu mais amava
E tu, porque eu era o que te amava mais
Contudo, de nós dois, tu perdeste muito mais que eu...
Porque eu poderei – quem sabe – amar outra como amava a ti
Mas a ti, com certeza, não te amarão como te amava eu!
Ernesto Cardenal
        



            Passei a vida toda te esperando, hoje já estou do outro lado do cabo da boa esperança e continuo com a certeza que você faz parte da minha vida. Sempre tive esperança, tenho convicção que você é a pessoa certa para meu encontro com o amor e a razão. Pra quem viveu tanto como eu vivi,  não foi fácil, não é fácil e decerto não será fácil viver a vida até o dia do nosso encontro. 
          Vivi a junventude com tudo que se tem direito sem contudo ter deixado seu espaço; sua coexistência, talvez porisso não selei compromisso definitivo com ninguém, justamente  por causa do meu sentimento  profundo guardado para ti. Vivi como todo jovem cheio de energia, fui  fundo... gostei de muita gente mas não amei profundamente, poucas vezes pronunciei : eu te amo. Aquilo ficava  remoendo  e não saía. Tive muitas mulheres  todavia com nenhuma mantive aquele compromisso estável de quem naturalmente ama, só por causa de você, muito embora ainda não tivemos nossa ocasião, eu reservei todo o meu sentimento de amor para você.




Eu sou apenas um pobre amador apaixonado,um aprendiz do teu amor.
Tom Jobim
          A partir dos trinta anos tudo apenas se acelerou; mais romances..  É verdade,  tive muitos romances. Encontrei mulheres belas e preciosas, mas não amei nenhuma na acepção da palavra. Também faço questão de deixar bem claro: Não vivi a artificialidade, não fiz de conta, procurei não enganar ninguém, simplesmente gostei, mas não amei. O Amar é forjado para alguns, para mim não, e não. Também  deixo claro que não poderia esperar numa clausura, sem ter colecionado tantas histórias de "amor", muito embora nenhuma delas tenha sido amalgâmica do amor verossímel com  o inverossímel. Sei que meu amor por você não foi como o de Penélope por Ulisses na epopeia "A Odisseia" escrita por Homero (enquanto Ulisses viajava por décadas mundo afora, sua mulher Penélope o esperou, sem nunca acreditar que ele tivesse morrido, muitos pretendentes quiseram que ela abandonasse essa ideia e casar-se novo, porém ela lhes dizia que se casaria apenas quando tivesse terminado uma tapeçaria que estava fazendo, mas todas as noites desfazia o trabalho feito durante o dia, dessa forma pôde manter todos os pretendentes esperando durante 20 anos, até a volta de Ulisses).



Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura.
Friedrich Nietzsche
         



            A vida para mim já estava "patinando", não  fazia sentido o "mesmismo" e daí ocorreram os fatos mais marcantes do percurso dos meus 30 anos para os 40 anos. Ao mesmo passo que perdí meus três entes mais queridos ( nasceram para os céus  de uma  só vez:  Minha avó materna e meu pai, detalhe: na mesma noite, ou seja, tivemos dois velórios  juntos e ao mesmo tempo. Menos de duas semanas depois foi a vez do meu avô materno); ganhei meus três entes mais queridos ( meus três filhos). Mas ainda também sou muito "rico"  porque tenho mãe. E tenho família. Me senti sempre agraciado pela Misericórdia Divina e cheio de dádivas.

Tudo o que sabemos do amor, é que o amor é tudo que existe.
Emily Dickinson
          Tive outro tanto de mulheres maravilhosas, vivi mas sentia algo que sinto até hoje, vivia como se tivesse uma reserva, como meu amor ainda estivesse por chegar. Lembro de Brecht quando escreveu que trocou mais de mulheres do que de sapatos, mas talvez ele tivesse motivos muito mais fortes dos que os meus, afinal de contas ele viveu entre as duas Grandes Guerras Mundiais, tanto que nesse mencionado texto ele repete várias vezes "eu vivo num tempo sem sol".  O próprio Vinicius de Moraes teve tantos casamentos e no entanto, não sei muito bem, mas me parece que morreu à míngua , sem a presença do seu amor, sim aquele que ficasse até último instante a beira do leito da morte. Não gostaria que nada disso acontecesse comigo. Agora estou quieto pois sei muito bem que nosso encontro será como sentenciou o poetinha "a arte do encontro". Nem tampouco espero uma  pedra "no meio do caminho" tal qual a Drummondiana.
         Nas possibilidades Kafkanianas de tudo isso não ser metamorfoseado ou também não passar de um infindável  "processo". Não.
           Eu enxerguei o anteprojeto das nossas vidas.



       
Aquele que conheceu apenas a sua mulher, e a amou, sabe mais de mulheres do que aquele que conheceu mil.
Leon Tolstoi



          Fiz muitos registros do meu perfil sentimental  e psicológico porque receiava esquecer meus propósitos, tinha medo é verdade, não queria desistir do meu amor por você que consegui  conduzí-lo até hoje, senão vejamos:


Não se pode amar ou odiar quem não se conhece ainda.
Leonardo da Vinci



          Conforme bem demonstram os traços que fiz de próprio punho, pode-se observar com nitidez minha tenacidade sobre o que digo a respeito do meu âmago, observe bem:



Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar.
Machado de Assis
          


          Cheguei mesmo ao ponto de riscar o projeto da nossa moradia, pensei muito, conseguí enfim desenhar como seria nossa casinha, veja:




Amar é mudar a alma de casa.
Mário Quintana




Se você sabe explicar o que sente, não ama, pois o amor foge de todas as explicações possíveis
Carlos Drummond de Andrade
           




            Ultimamente a esperança que carrego me conduziu ainda a relacionamentos que não tiveram a marca da permanência, da estabilidade. Devo destacar que errei por muitas vezes, fiz a leitura do irreal ao pensar muitas vezes ter te encontrado. O baque todas as vezes foi certo, o choque da desilusão ao conferir que não estava diante de ti mas de outra pessoa. A ânsia de te ver, te abraçar e simplesmente te amar;  estando inteiro, integralmente presente, também me fez incorrer em incoerências, descompassos, enfim, em desacertos. Mas aprendi bastante, aprendi inclusive a fazer a litania por ti. Não  me importo em relação ao tempo, principalmente esse cronometrado pelo homem. Me interessa sim, te achar no tempo certo, na hora certa, no lugar certo, e te dizer: eu te amo.



Quem de dentro de si não sai, vai morrer sem amar ninguém...
Vinícius de Moraes






2 comentários:

  1. Não tenho palavras para expressar minha admiração pelo texto. Lindo

    ResponderExcluir
  2. Falar de amor não é fácil, mas você Walker Lima, discorre sobre esta temática, de tal forma,que nos leva a uma reflexão profunda em que os signos do amor são dilacerantes. Eu estou com você, mas fecho com Tólstoi que conheceu apenas a sua mulher, e a amou, sabe mais de mulheres do que aquele que conheceu mil.
    Leon Tolstoi

    ResponderExcluir